Salve!

Esta é a segunda de uma série de postagens em Extra!, dedicadas a desenterrar alguns nomes encontrados no Garimpo. Navegue pela página principal – Nomes curiosos de A a Z, ou use a barra de navegação no menu lateral.

Mas primeiro, inicio com este

∞ Aviso aos navegantes ∞

Eu, tu, eles jamais pretendeu ofender. É possível que um nome que pertença a algum ente muito querido de algum leitor tenha-me parecido divertido por um ou outro motivo. Alguns nomes são descritos com uma pitada de bom-humor, outros com alguma dose de estupefação que a nada se deve, senão à minha ignorância : )

Por favor, respirem, relaxem e relevem!

~ Grata pela compreensão

 • • • ♦ • • •

Para ⇑ ∞ A ∞ ⇑

 • • • ♦ • • •

monogramas

∞ B ∞

∞ Balbino ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Bem mais comum na versão feminina, Balbina. Porto Alegre, 1869.

∞ Baldoino ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Casou em Porto Alegre, 1894.

∞ Baldomero ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Baldomero. Porque não? São Borja, 1873.

∞ Balthazar ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Nome curioso e forte, Balthazar. No exemplo acima, o portador do nome faleceu em Porto Alegre, 1812, de “moléstia interior”, infelizmente, com apenas dois anos.

∞ Belarmina ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Porto Alegre, 1914.

∞ Belarminda ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Porto Alegre, 1861.

∞ Belchior ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Belchior nem é um nome que chame tanta atenção assim, a não ser porque lembra o nome de um mítico cantor brasileiro, e esta lendária loja de “que comprava e vendia de tudo” em Porto Alegre:

Foto: arquivo pessoal de Jorge Leão / Almanaque Gaúcho

Foto: arquivo pessoal de Jorge Leão /  Publicada no Almanaque Gaúcho

Segundo a matéria que descreve Ao Belchior, “Mercador de objetos velhos e usados, diz o verbete do Dicionário Aurélio para definir essa palavra.” Gosto que o –ch- resiste bravamente, mesmo sendo pronunciado como –qu-.

∞ Belizário ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Belizário é, certamente, um nome curioso. Casou com Abrilina em Porto Alegre, 1897.

∞ Belmira ∞
link

Link – clique aqui

Nome que que tem um certo ar de século retrasado, e que poderia muito bem ressurgir. A versão masculina é nome de um famoso bairro de Santos. Porto Alegre, 1847.

∞ Belmonte ∞
link

Link – clique aqui

Muito mais visto como sobrenome do que nome de batismo, aí esta Belmonte, casando-se em Porto Alegre, 1910.

∞ Bertholda ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

São Borja, 1872.

∞ Bertholina ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

São Borja, 1872.

∞ Boaventura ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Nome curioso, simpático e bem-aventurado. Batismo em Porto Alegre, 1871.

∞ Brasilino ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Porto Alegre, 1914

∞ Brazilia ∞
Link - clique aqui

Link – clique aqui

Nome bonito e curioso que foi seqüestrado por uma cidade e um carro popular. A Brazilia deste registro de batismo veio muito antes dessas modernidades, em 1913, Porto Alegre.

 • • • ♦ • • •

Para ⇓ ∞ C ∞ ⇓

 • • • ♦ • • •

E para encerrar, um

∞ Segundo aviso aos navegantes ∞

As compilações estão em constante crescimento e sujeitas a alterações sem aviso prévio.

— ∞ —

monogramas

 

Att,

helga~Helga.

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.